Passar para o Conteúdo Principal
Top
Logótipo
  • Facebook
  • Youtube
  • Twitter
  • RSS feed

Gastronomia

Viajar pelo mundo dos sabores caminhenses é uma descoberta irrecusável. A dieta alimentar reflete o interior e o litoral, abrindo um vasto leque de opções gastronómicas.

Nas freguesias do litoral, a proximidade com o mar e os rios faz emergir o peixe fresco e saboroso. A atividade piscatória, desenvolvida ao longo dos anos, apurou técnicas e garantiu várias as principais espécies de peixe. Truta, salmão, sável, robalo, linguado, sardinha, solhas, entre outras, são algumas das especialidades mais utilizadas na culinária local.

A costa é procurada por conhecedores, que não dispensam a lampreia, o sável, a solha seca frita, o polvo à moda do Portinho, o robalo escalado do mar da ínsua, o arroz de sável, a parrilhada de peixe, entre outros pratos.

Nas freguesias do interior, a gastronomia é voltada para a carne, principalmente a de porco, fresca ou salgada. Realce ainda para o cabrito à "Serra d'Arga" e de "S. Pedro de Varais", o "sarapatel de cabrito" e os enchidos de porco, iguarias típicas do interior do concelho, mas igualmente deliciosas.

Para além da carne e do peixe, o concelho apresenta uma variedade de doçaria igualmente sugestiva. Falamos do leite-creme e arroz doce, e dentro da pastelaria caminhense, não se pode deixar de provar os caminhenses e mokas, a petinga doce, as telhas de amêndoa e as natas, no âmbito da doçaria regional, as roscas e os papudos.

 

A gastronomia local encontra-se representada em vários eventos gastronómicos aos quais se associam sabores, arte e música tradicional da terra

  • Rota da Rabanada [dezembro]
  • "Lampreia do Rio Minho - um prato de excelência" [janeiro a abril]
  • Festa do Mar e da Sardinha [agosto/setembro]
  • Festival Gastronómico do Bife de Espadarte [agosto]
  • Aposta Bacalhau [agosto]
  • Artbeerfest [julho]
  • Maior Mesa de Páscoa do País [fim de semana da Páscoa] 
  • Fim de semana Gastronómico [fevereiro/março]